O uso de telas e o adormecer

A natureza nos fez para que durante o dia ficássemos expostos a luz do sol, o grande regulador do nosso relógio biológico, e a noite no escuro. Após a invenção da luz artificial somos expostos a luz em momentos que deveríamos ficar no escuro, o que confunde nosso relógio biológicos.


Nem todas as luzes tem o mesmo efeito. Quando necessário sugerimos sempre o uso de cores quentes (laranja, vermelho ou amarelo). A luz azul, emitida pelos eletrônicos é a que mais interfere na saúde e no sono.


Estudos ainda em andamento relacionam a exposição excessiva à luz azul e trabalhos noturnos com cardiopatias, diabetes, câncer e obesidade. O que sabemos é que a luz azul interfere de maneira significativa na produção da melatonina e consequentemente com o sono. Porém, a melatonina é um hormônio cuja função não é exclusivamente relacionada ao sono.


Como podemos reduzir os efeitos da luz:


· Utilize luzes de cores quentes a noite.

· Evite telas (celular, computador e televisão) 2h a 3h antes de dormir.

· Se você precisa fazer uso das telas ou exerce trabalho noturno, considere a utilização de óculos que bloqueiam a luz azul.

· Ofereça exposição à luz natural durante o dia.

Fonte: Harvard Health Publishing - HARVARD MEDICAL SCHOOL: Luz azul tem um lado negro

http://familywellness-institute.com/

16 visualizações

(14) 9.9801-5897