(14) 9.9801-5897

O que saber sobre a apojadura?

Um evento conhecido por todas as mães mas talvez não familiarizadas com o nome. Apojadura é a popular descida do leite, que ocorre normalmente entre o 3º e 5º dia após o parto, podendo variar.

Assim que o bebê nasce, junto com ele sai a placenta e os hormônios que impediam a produção do leite. Gradativamente a prolactina toma força e o volume do leite tende a aumentar.

Neste momento, independente do bebê mamar ou não a apojadura irá acontecer porque quem esta controlando a produção são os hormônios, em especial a prolactina.

Em primíparas (mães de primeira viagem), a apojadura costuma ser mais evidente com um aumento quase que do dia para a noite do volume.

Em mães já com um pouco de experiência (as multíparas) a apojadura pode ser mais gradual, sem tanta intensidade.

As mamas ficarão tensas, bem cheias, podendo ficar avermelhadas e doloridas, o que pode atrapalhar um pouco a pega do bebê. Por isso, faça uma breve ordenha da região da aréola para que a região fique flexível e facilite a pega.

A recomendação é que o bebê mame em livre demanda e se após a mamada as mamas ainda estiverem muito cheias, faça um pouco de ordenha para mantê-las confortáveis.

Outro hormônio importante na amamentação é a ocitocina, responsável pela saída do leite. Este hormônio sofre muita influência dos sentimentos maternos, se a mãe estiver tensa, ansiosa, nervosa, ele pode ser bloqueado e embora as mamas estejam cheias o leite não sai. Por isso, é fundamental que a mãe tente se manter calma e tranquila.

E não se esqueça, antes da apojadura você tem leite, o colostro. Tem dúvidas sobre o tema? Acesse o texto sobre O colostro.

3 visualizações