(14) 9.9801-5897

Como está o seu sono?

Atualizado: 6 de Ago de 2019

Nos preocupamos tanto com o sono dos nossos filhos, mas na grande maioria das vezes esquecemos de nós. É verdade que se eles dormem bem, nossas chances também aumentam!

Mas, será que podemos melhorar a qualidade do nosso sono, enquanto nossos filhos ainda não dormem bem?

Será que você, que tem um filho que dorme como um anjo, cuida do seu sono?

Dois terços dos adultos em todos os países desenvolvidos não seguem a recomendação de ter 8 horas de sono por noite.


Você se lembra quando foi a última vez que acordou revigorado sem a ajuda do seu despertador, não precisando tomar aquele belo café para te acordar?


Dormir menos do que o recomendado traz inúmeros prejuízos a saúde física e mental. Prejudica o sistema imunológico e aumenta as chances de doenças como câncer, Alzheimer, doenças cardiovasculares, derrame cerebral, altera os níveis de açúcar no sangue, além de aumentar o risco para doenças psiquiátricas como depressão e ansiedade.

Já reparou que quando dorme menos sente mais vontade de comer? Dormir pouco eleva o hormônio que nos faz sentir fome (Grelina) ao mesmo tempo que diminui o hormônio da saciedade chamado Leptina. Ou seja, fazer dieta mas dormir pouco, pode não dar o resultado que você espera.


A OMS já declarou uma epidemia de privação de sono em todos os países desenvolvidos, com consequente aumento do número de doenças físicas e mentais.

Dirigir com sono é a causa de milhares de acidentes de trânsito todos os anos.


A sociedade ignora a importância do sono e isso possivelmente se deve ao grande mistério que é o sono, os cientistas ainda não tem muitas respostas relacionadas ao sono.

Diante de toda as mudanças no processo evolucionário do mundo, o sono evoluiu junto com todas as espécies, não foi abolido, isso nos mostra que devem haver inúmeros benefícios em dormir.


Embora o sono seja um descanso aos nossos olhos, ele potencializa muitas funções como nossa capacidade de aprender, memorizar e tomar decisões, calibra nossos circuitos cerebrais emocionais, reabastece o nosso sistema imune, ajudando a combater as doenças, ajusta o estado metabólico equilibrando a insulina e glicose circulante, regula o apetite e auxilia na manutenção do peso corporal entre muitos outros benefícios.


Bom, acho que agora eu já te convenci ou ao menos elucidei, como o sono é importante para todos nós, não apenas para os nossos filhos.

Pensar na sua saúde e no seu sono não é ser egoísta, você continua sendo uma pessoa, mesmo após ser mãe! E se mesmo assim, prefere pensar diferente, entenda que você precisa estar bem para cuidar do seu bem mais precioso, seu filho!


A seguir vou te ajudar com algumas dicas para melhorar o seu sono. Talvez você não consiga colocar em prática todas, mas reflita se elas são viáveis e você é que realmente não se esforça para fazê-las.


· Mantenha horários regulares para acordar e dormir. É natural que você tenha horário para acordar mas não para ir dormir. Use seu despertador para te ajudar a adormecer sempre no mesmo horário. Esta dica vale para todos os dias, inclusive finais de semana.

. Ajuste sua rotina para garantir as 8 horas de sono.

· Pratique atividade física mas não muito tarde no dia, não mais tarde do que 2 a 3 horas antes de dormir.

· Evite cafeína e nicotina próximo do horário de dormir. Você sabia que estas substâncias podem levar até 8 horas para serem excretadas do seu corpo. Uma xícara de café no meio da tarde pode atrapalhar seu sono a noite.

· Evite bebidas alcóolicas antes de se deitar, embora possa parecer relaxante, reduz o tempo do seu sono na fase REM (Sono leve).

· Faça refeições leves a noite.

· Não faça sonecas após as 15h.

· Relaxe antes de se deitar através de uma atividade que te dê prazer como a leitura de um livro ou ouvir música.

· Tome um banho antes de se deitar.

· Mantenha o quarto escuro, fresco e livre de eletrônicos.

· Fique exposto a luz natural do dia por pelo menos 30’.

· Não fique deitado na cama por muito tempo acordado, se passar de 20’ e não dormir, levante e faça algo relaxante.

· Mantenha durante a noite, os ambientes com luzes baixas de cores quentes (amarela). Evite o uso de eletrônicos pelo menos 1 hora antes de dormir.

18 visualizações