(14) 9.9801-5897

5 passos para o aleitamento materno

Esta gestante e deseja muito amamentar? Aqui vão algumas dicas.

Amamentar parece tão instintivo e natural, mas é um processo de aprendizagem e interação entre mãe e bebê. Muitas vezes as mães de primeira viagem acreditam que tudo ocorrerá naturalmente, enquanto as mães mais experientes já sabem que o aleitamento exige ajustes nos primeiros momentos após o parto.

Não temos uma fórmula mágica para o sucesso da amamentação, são muitos fatores envolvidos, mas podemos com algumas dicas, nos preparar e nos empoderar para este momento.

Neste texto falarei 5 passos importantes para o aleitamento materno.

1. Prepara-se durante a gravidez

A gestação é o momento em que as mães devem se preparar para amamentar, não apenas com os cuidados com o corpo e com o decorrer da gravidez, mas informar-se, buscar conhecimento para que ao nascimento do bebê ela esteja preparada, conhecendo os problemas comuns e saber como proceder. Em muitas situações ela poderá contornar o problema sozinha ou identifica-lo e saber que precisa de ajuda. A pesquisa em fontes confiáveis é fundamental, a internet é recheada de sites com incontáveis temas, mas nem sempre as informações passadas são corretas. Converse com amigas e parentes que já são mães. Faz diferença saber que quase todas as mães passam por dificuldades e que você não está sozinha, mas cuidado com palpites e sugestões, nem sempre o que deu certo para um dará para outro, sem esquecer que a amamentação é repleta de mitos e crendices que atrapalham bastante.

A melhor maneira de se preparar é através dos Cursos de gestante, pois você estará sendo orientada por um profissional e poderá treinar, além de tirar todas as suas dúvidas, pois oferece à mãe boa base para a prática real.

2. Orientação e apoio profissional

Os primeiros dias após o nascimento são fundamentais para o sucesso do aleitamento. É neste momento que as condutas e apoio devem ser dados evitando que os problemas se estabeleçam e interrompam a amamentação.

A consultoria em aleitamento materno é uma excelente fonte de apoio nos primeiros dias. Muitas mães com receio de investirem em um atendimento que julgam ser desnecessário, deixam para recorrer a uma Consultora quando o problema já esta instalado. Felizmente conseguimos intervir também quando a dificuldade já aconteceu e impedir que o aleitamento materno fracasse, mas prevenir é sempre a melhor maneira de evitar aborrecimentos. Ao menor sinal de dificuldade, busque apoio sem medo de parecer despreparada ou incapaz, lembre-se que muitas mães passam pelas mesmas situações.

Busque um pediatra que apoie o aleitamento materno para que durante o acompanhamento do seu bebê você receba suporte e incentivo para amamentar.

3. Apoio familiar

O apoio da família, do companheiro especialmente nos primeiros dias é importantíssimo, pois neste momento em que a mãe sente-se fragilizada e insegura, saber que as pessoas próximas e que amamos nos apoiam e incentivam tornam as dificuldades mais fáceis de serem superadas. Auxilio nas tarefas diárias da casa também ajudam bastante até que a mãe se adapte a nova rotina.

4. Acredite na sua capacidade de amamentar

Praticamente todas as mulheres são capazes de amamentar, com raríssimas exceções, como aquelas em que a glândula mamária não se desenvolveu ao longo da vida e especialmente durante a gravidez, momento em que as mamas finalizam o seu desenvolvimento.

Acreditar que você é capaz de amamentar é fundamental. Os sentimentos influenciam na amamentação, eles podem bloquear ou estimular a liberação dos hormônios responsáveis pela produção e liberação do leite. Partos estressantes e de emergência, mães separadas dos seus bebês, por exemplo, podem atrasar a descida do leite. Sabemos que estes momentos são carregados de emoções muitas vezes difíceis de contornar, mas procure estratégias para amenizá-los.

5. Aprenda a filtrar os palpites

Parece tão bobo dizer isso, mas os palpites e mitos são grandes inimigos da amamentação. Você pode receber informações corretas sobre a amamentação, mas na hora dos problemas, as pessoas ao seu redor poderão te influenciar, de forma positiva ou negativa. Minha dica é, encoraje as pessoas ao seu redor a também se informarem sobre amamentação. O pai pode participar dos cursos de gestantes, existem cursos especialmente preparados para as avós. Com certeza elas ficarão felizes em saber que você quer o apoio delas e que também podem se preparar para este momento maravilhoso que é se tornar avó.

Espero que tenham gostado. Deixem seus comentários e dúvidas!

1 visualização